Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Assembleia de Illinois aprova impeachment de governador

Rod Blagojevich é acusado de tentar vender vaga de Obama no Senado dos Estados Unidos após eleições

AP

09 de janeiro de 2009 | 14h44

A assembleia estadual de Illinois aprovou nesta sexta-feira, 9, o impeachment do governador do Estado, Rod Blagojevich. Ele é acusado de tentar vender a vaga do presidente eleito Barack Obama após a eleição de novembro. Nos EUA, governadores são responsáveis pela nomeação de senadores que renunciaram.   Veja também: Escolhido para substituir Obama tem negada vaga no Senado   Agora, Blagojevich será julgado pelo Senado estadual, que decidirá se ele perderá o cargo por corrupção e abuso de poder. Os deputados encontraram provas de que o governador, que está no segundo mandato, usou indevidamente dinheiro público, e adotou programas sem aprovação do Legislativo. Ele nega as acusações. Blagojevich havia sido preso em 9 de dezembro, mas liberado em seguida.    "Ele violou a constituição, as leis deste Estado", disse a deputada republicana Barbara Currie, que presidiu o comitê de 21 legisladores que analisou o impeachment. "Todas as evidências mostram que ele perdeu o direito de chefiar o governo". O deputado republicano Jim Durkin rebateu Blagojevich dizendo que o processo de impeachment foi justo. "Tínhamos que agir. Do contrário, teríamos abandonado nossas responsabilidades", afirmou. O painel investigativo da Câmara, entre outras conclusões, disse que muitos comunicados interceptados por agentes federais usando gravações autorizadas "indicam que o governador estava ciente de que os planos que ele estava considerando com relação à cadeira do Senado eram ilegais e impróprios."    

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaBlagojevichimpeachment

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.