Assessor de Obama visita o Oriente Médio nesta semana

Objetivo é discutir 'desafios e oportunidades da região em período crítico', segundo Casa Branca

Efe,

11 de janeiro de 2010 | 23h16

O conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, o general reformado James Jones, viajará para o Oriente Médio nesta semana para se reunir com líderes da Arábia Saudita, Israel e da Autoridade Palestina, informou nesta segunda-feira, 11, a Casa Branca.

 

Veja também:

link Obama diz que não pretende enviar tropas a Somália e Iêmen

linkEUA condenam abusos dos direitos humanos na Coreia do Norte

 

 

Durante sua viagem, Jones discutirá os desafios e as oportunidades da região neste período "crítico" no Oriente Médio, disse a Casa Branca em comunicado.

 

Desde a chegada ao poder do presidente americano, Barack Obama, os EUA tentam retomar o processo de paz no Oriente Médio que, segundo Washington, passa por uma solução de dois Estados que convivam em paz e segurança.

 

O enviado especial dos EUA ao Oriente Médio, George Mitchell, se reuniu nesta segunda em Paris com o ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner. Segundo fontes diplomáticas francesas, os dois conversaram sobre a possibilidade de organizar uma conferência de paz sobre a região.

 

O objetivo dos dois governos é "recuperar as negociações" entre israelenses e palestinos, que estão paradas há mais de um ano, asseguraram as mesmas fontes.

 

Após sua breve visita à França, Mitchell viajará nesta terça-feira, 12, para Bruxelas, onde se reunirá com membros do Quarteto para o Oriente Médio, segundo o porta-voz do Departamento de Estado americano, Philip Crowley.

 

A ideia de uma nova cúpula de paz poderá ganhar forma depois do encontro em Bruxelas entre Kouchner, Mitchell e a alta representante da Política Externa da União Europeia, Catherine Ashton; o enviado do Quarteto para o Oriente Médio, Tony Blair; e o ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, cujo país preside a UE neste semestre.

 

Segundo fontes diplomáticas em Bruxelas, Mitchell se reunirá com Moratinos, Blair e o enviado especial das Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio, Robert Serry.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamapazOriente MédioCasa Branca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.