Ataques na Síria tinham como meta evitar ataque contra EUA e Europa, dizem autoridades

Alguns dos ataques aéreos dos Estados Unidos em território sírio tinham como objetivo conter militantes da Al Qaeda em estágios finais de um ataque contra os EUA ou Europa, disseram duas autoridades norte-americanas nesta terça-feira, sob condição de anonimato.

REUTERS

23 de setembro de 2014 | 12h28

Uma das autoridades disse à Reuters que os EUA acreditavam que os militantes se "aproximavam da fase de execução" de um ataque na Europa ou nos EUA.

Antes, as Forças Armadas norte-americanas disseram ter conduzido oito ataques contra os militantes, que algumas vezes são chamados de Grupo Khorasan. Os militares citaram um "ataque iminente contra os EUA e os interesses do Ocidente."

(Reportagem de Phil Stewart)

Mais conteúdo sobre:
EUASIRIAATAQUES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.