Aaron Josefczyk/Reuters
Aaron Josefczyk/Reuters

Atirador de Ohio diz que escolheu vítimas aleatórias, dizem autoridades

Aluno abriu fogo contra colegas na lanchonete da escola secundária que frequentavam

Reuters

28 de fevereiro de 2012 | 19h16

CHARDON - O estudante suspeito de abrir fogo contra colegas em um colégio de Ohio, nos Estados Unidos, afirmou aos investigadores que escolheu as vítimas aleatoriamente, informou a promotoria local nesta terça-feira, 28.

 

O suspeito foi identificado como T.J. Lane, de 17 anos, durante sua audiência preliminar no Tribunal Juvenil do Condado de Geauga na tarde desta terça.

Lane ficará preso à espera da apresentação das acusações formais. Nenhuma acusação foi feita pelos promotores na audiência desta terça-feira, na qual o juiz também instruiu a mídia a não registrar qualquer imagem de Lane durante os procedimentos.

 

Três alunos do colégio de ensino médio Chardon foram declarados mortos após o tiroteio, enquanto dois outros estudantes feridos no incidente permaneciam hospitalizados.

 

Os hospitais locais confirmaram nesta terça a morte de Demetrius Hewlin, que estava em estado crítico. Logo depois, Russel King Jr. também foi dado como morto. Daniel Parmentor foi o primeiro dos cinco baleados a morrer, ainda na segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOhiotiroteiocrimeescola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.