Atirador de shopping nos EUA já tinha tentado se matar

Corte analisa 11 documentos oficiais de Hawkins; suicida teve várias passagens pela justiça juvenil

Associated Press

27 de dezembro de 2007 | 05h05

Robert Hawkins, o adolescente armado que matou oito pessoas em um shopping no começo deste mês nos EUA e se suicidou, tentou se matar dois anos antes, de acordo a Justiça norte-americana. Ele tomou 30 pílulas de Tylenol em janeiro de 2006. No julgamento na quarta-feira, 26, foram apresentados os trabalhos em torno do caso, a caracterização psicológica e uma carta à corte do pai de Hawkins, Ron. A audiência trouxe a lista de 11 documentos oficiais de Hawkins, com o acréscimo que ele tinha problemas psicológicos.  O juiz ordenou que as informações sobre o caso fossem publicadas após vários organizações de imprensa terem acesso a elas.Hawkins tinha entradas e saídas do sistema de justiça juvenil desde os 14 anos. Em uma dessas ocasiões, ele disse para um assistente social que estava se sentindo pressionado pela corte e pela escola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.