Atirador em escola de Newtown deu 154 tiros em 5 minutos

O pistoleiro que matou 20 crianças e seis adultos numa escola primária dos EUA, em dezembro, fez 154 disparos em menos de 5 minutos, já que usou pentes de munição de alta capacidade, tirados de um arsenal doméstico que incluía espadas, facas e muitas armas de fogo, segundo autoridades.

MARY ELLEN CLARK, Reuters

28 de março de 2013 | 19h46

Em buscas na casa que Adam Lanza dividia com sua mãe, os investigadores também acharam recortes de jornal sobre um massacre armado anterior, além de um cofre com armas no quarto dele, recibos de estandes de tiro e certificados da Associação Nacional do Rifle para mãe e filho, de acordo com documentos judiciais divulgados na quinta-feira.

A matança cometida por Lanza, de 20 anos, na Escola Primária Sandy Hook, em Newtown (Connecticut), foi o segundo pior massacre escolar na história dos EUA.

Ao revelar o resultado das buscas, o governador de Connecticut, Dannel Malloy, disse que o criminoso usou cartuchos com 30 balas em cada, por isso conseguiu dar tantos tiros.

"Sabemos que ele deixou os cartuchos de menor capacidade em casa", disse Malloy em nota. "É exatamente por isso que precisamos proibir cartuchos de alta capacidade, e por isso precisamos endurecer nossa proibição às armas de assalto."

O massacre começou dentro do sobrado amarelo-claro em estilo colonial onde Lanza morava. Segundo as autoridades, ele matou a mãe, a professora Nancy Lanza, e depois foi de carro até a escola onde ele havia estudado. Lá ele matou 20 crianças e seis funcionários, para então cometer suicídio.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMASSACRETIROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.