Atirador mata cinco em novo incidente nos EUA

Homem abriu fogo em reunião de autoridades em cidade do Missouri e foi morto a tiros

BBC Brasil,

08 de fevereiro de 2008 | 03h41

Pelo menos cinco pessoas morreram depois que um homem abriu fogo durante uma reunião de autoridades locais na cidade de Kirkwood, no Estado americano do Missouri, nesta quinta-feira, 7.       Veja Também:    Mulher mata dois estudantes a tiros e comete suicidio nos EUA   Segundo testemunhas, o homem surgiu na reunião gritando "atirem no prefeito", que estava presente, e desferiu tiros nos que estavam na sala, antes de ser baleado e morto. Duas de suas vítimas eram policiais.   Cerca de 30 pessoas estavam presentes à reunião do conselho municipal de Kirkwood. Há informações de que o prefeito foi ferido durante o incidente.   Esperando ser baleada   Janet McNichols, uma repórter do jornal St Louis Post-Dispatch que estava na reunião, disse que o atirador "veio de trás da sala. Ele foi falando algo como ‘atirem no prefeito’ e simplesmente andou atirando em todos que conseguiu."   A repórter disse que viu um policial e uma autoridade sendo baleadas na cabeça. "Depois disso, em me joguei de barriga, no chão, debaixo das cadeiras", disse. "Fiquei deitada de barriga esperando ser baleada."   O St Louis Post-Dispatch disse que o atirador "não era uma pessoa estranha ao conselho, onde ele era freqüentemente uma presença que causava discórdia". Kirkwood fica a cerca de 32 km a sudoeste de St. Louis.   No sábado, q uatro pessoas morreram e uma ficou ferida em um tiroteio em um shopping no sul de Chicago. A polícia informou que o incidente aconteceu no subúrbio de Tinley Park, segundo a imprensa local da cidade.  Segundo o jornal Chicago Tribune, o incidente teria acontecido na loja de roupas Lane Bryant, do shopping Brookside Market Place.     Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAtiroteioMissouri

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.