Autor de disparos no Arizona é indiciado

Um júri federal no Estado norte-americano de Arizona indiciou Jared Lee Loughner nesta quarta-feira por tentar assassinar a deputada Gabrielle Giffords e pela tentativa de assassinato de dois de seus assistentes.

REUTERS

20 de janeiro de 2011 | 10h24

Loughner, de 22 anos, é acusado de realizar um tiroteio em frente a um armazém em Tucson no dia 8 de janeiro que matou ao menos seis pessoas e deixou outros 13 feridos. Ele ainda deve enfrentar outras acusações em nível federal e estadual.

"As acusações de hoje são apenas o começo de nossa ação judicial. Estamos trabalhando de modo diligente para garantir que nossa investigação seja meticulosa e que a justiça seja feita para as vítimas e suas famílias", disse o promotor federal Dennis K. Burke em comunicado divulgado em Washington.

As acusações iniciais contra Loughner têm uma pena máxima de prisão perpétua. Se ele for indiciado posteriormente por assassinato, ele poderá ser condenado à pena de morte.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAARIZONAINDICIADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.