Autoridade dos EUA confirma morte de número 2 da Al Qaeda

O militante líbio conhecido como Abu Yahya al-Libi, o número 2 da rede Al Qaeda, morreu no ataque feito por uma aeronave teleguiada norte-americana no Paquistão nesta semana, disse uma autoridade dos Estados Unidos nesta terça-feira.

REUTERS

05 de junho de 2012 | 16h02

Autoridades norte-americanas disseram que Libi, cujo nome real era Mohamed Hassan Qaid, foi morto na manhã de segunda-feira, no horário paquistanês. O alvo do míssil disparado era o esconderijo de um militante suspeito em Hesokhel, um vilarejo no Waziristão do Norte, uma região tribal no Paquistão ao longo da fronteira com o Afeganistão.

Ele foi considerado pelos especialistas em contraterrorismo dos Estados Unidos o número 2 do grupo central da Al Qaeda, liderado por Ayman al-Zawahiri, que está à frente da rede desde a morte de seu fundador, Osama bin Laden, no ano passado.

Uma autoridade norte-americana afirmou que Libi "estava entre os líderes mais experientes e versáteis da Al Qaeda" e que ele "tinha uma participação essencial no planejamento do grupo contra o Ocidente, supervisionando os esforços em operações externas".

(Reportagem de Mark Hosenball)

Mais conteúdo sobre:
EUAALQAEDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.