Avião é impedido de decolar após ameaça de bomba nos EUA

Duas pessoas que estavam no voo de São Francisco com destino a NY estão sendo interrogadas

AP,

19 de agosto de 2010 | 19h12

SÃO FRANCISCO- Um voo da American Airlines com destino a Nova York foi impedido de decolar nesta quinta-feira, 19, após uma pessoa anônima telefonar à polícia para informar que o avião seria explodido, de acordo com autoridades. Fontes afirmaram que duas pessoas saíram da aeronave algemadas.

 

Os passageiros foram retirados do avião e levados de ônibus a um terminal. Michael Kidd, que estava no voo, disse à Associated Press que viu policiais uniformizados algemando um casal jovem sentados na última fileira.

 

Um oficial sob anonimato informou à AP que o telefonema foi dado de um hotel próximo ao departamento de polícia de São Francisco, e os policiais notificaram prontamente autoridades federais.

 

Segundo o policial, o anônimo afirmou que uma bomba estava a bordo do avião, e que não houve ameaça direta de sequestro.

 

O FBI confirmou que ao menos duas pessoas, ainda não identificadas, estão sendo interrogadas.

 

No ano passado, um jovem nigeriano tentou explodir um voo com destino a Detroit no natal. Em abril, um diplomata do Catar a caminho de uma visita oficial foi preso após ter gerado um alerta de bomba por fumar no banheiro do avião.

 

Atualizada às 19h23

Tudo o que sabemos sobre:
aviãovooameaçasequestroEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.