Avô morre eletrocutado pela polícia ao tentar 'exorcizar' neta

Homem tentava 'expulsar demônios' de menina de 3 anos e morre após ser detido por policiais nos EUA

Associated Press,

30 Julho 2007 | 16h31

Um homem de 49 anos morreu após ser imobilizado por meio de armas de eletrochoque pela polícia enquanto sufocava sua neta, ao tentar exorcizá-la, disseram autoridades no domingo em Phoenix, no estado norte-americano do Arizona.   A garota de 3 anos de idade e sua mãe, que também estava no quarto durante o conflito entre o homem e os policiais, foram hospitalizadas, segundo a polícia. A condição delas é desconhecida. O parente que ligou para a polícia disse que outro exorcismo já havia sido tentado na quinta-feira.   "O propósito era libertar os demônios desta garotinha", disse o sargento Joel Tranter.   Policiais chegaram na casa no Sábado e entraram quando ouviram gritos vindos de um quarto, disse Tranter.   Uma cama foi empurrada contra a porta, mas quando os policiais empurraram um pouco, viram Ronald Marquez, avô da garotinha, que chorava de dor, a estrangulando.   Uma garota de 19 anos nua no quarto, que a polícia depois descobriu ser a filha de Marquez e mãe da menina, cantava "algo de natureza religiosa", afirmou o sargento.   Após dois policiais entrarem no quarto e imobilizarem o homem, a garota foi retirada. Marquez foi algemado após se confrontar com os policiais e inicialmente parecia normal, mas de repente parou de respirar, concluiu Tranter. Ele não pode ser ressuscitado e foi declarado morto no hospital.   O resultado da autópsia deve demorar semanas.   A mãe da garota não foi presa, mas a polícia deve considerar acusações criminais.

Mais conteúdo sobre:
Exorcismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.