Bacon achado em festa islâmica em NY gera suspeita de crime de ódio

Autoridades investigam como um possível crime de ódio a descoberta de um pedaço de bacon cru em um parque de Nova York onde muçulmanos se reuniram para celebrar o fim do mês sagrado do Ramadã, informou a polícia.

Reuters

21 de agosto de 2012 | 10h41

Cerca de 1.500 pessoas participaram no domingo da celebração no New Dorp Beach Park, em Staten Island, segundo Cyrus McGoldrick, porta-voz do Conselho das Relações Americanas-Islâmicas em Nova York.

Os organizadores encontraram o toucinho cru numa pequena área do parque, segundo a polícia nova-iorquina. A religião muçulmana proíbe o consumo de carne de porco.

Os EUA registraram vários incidentes suspeitos contra muçulmanos nas últimas semanas - um incêndio numa mesquita de Missouri, um ataque com uma garrafa com produtos químicos numa escola muçulmana próxima a Chicago, e pernis suínos atirados num terreno da Califórnia onde uma polêmica mesquita deve ser construída.

"É um sentimento anti-islâmico, um sinal de que não querem que nos sintamos bem-vindos", disse McGoldrick.

(Reportagem de Barbara Goldberg)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABACONISLAMISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.