Ban discute questão do Iraque com Bush na Casa Branca

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, manifestou na terça-feira apoio ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, na questão do Iraque, dizendo que a violência no país é "um problema do mundo inteiro". Recebido na Casa Branca, Ban elogiou também o plano de Bush para realizar uma conferência de alto nível neste semestre sobre o processo de paz no Oriente Médio. "Quanto à situação iraquiana, este é um problema do mundo inteiro", disse Ban a jornalistas, prometendo ajuda da ONU para reconstruir o Iraque política, econômica e socialmente. A demonstração de apoio ocorre num momento em que Bush enfrenta uma crescente frustração da opinião pública norte-americana com a guerra do Iraque e uma crescente pressão, inclusive de parte de seu partido, o Republicano, por uma desocupação. Ban e Bush discutiram também a mudança climática, segundo o secretário-geral, que convidou Bush a participar de uma conferência sobre meio ambiente a ser realizada em setembro, durante a Assembléia Geral da ONU. O tema é polêmico, já que o governo Bush passou anos lutando contra limitações às emissões de gases do efeito estufa. Ban disse ter ficado animado com as iniciativas climáticas de Bush na cúpula do G8 no mês passado, onde líderes mundiais aceitaram buscar reduções substanciais nas emissões de poluentes responsáveis pelo aquecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.