Belarus expulsa 10 diplomatas dos EUA

Dez diplomatas dos EUA receberam naquarta-feira ordens para deixar Belarus em 72 horas,intensificando a disputa em torno das sanções e dos direitoshumanos nesta ex-república soviética. O encarregado de negócios Jonathan Moore disse ajornalistas, após ser convocado à chancelaria local, que aembaixada dos EUA vai cumprir as ordens do governo bielo-russo. O Departamento de Estado disse que a medida é injustificadae gratuita, mas não citou possíveis retaliações. O presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, no poderdesde 1994, é constantemente acusado de reprimir a liberdade deexpressão e organização. Ele está proibido de entrar nos EUA ena União Européia devido às suspeitas de fraude na suareeleição em 2006. Moore disse acreditar que novas sanções serão adotadas seBelarus não libertar todas as pessoas presas por supostasrazões políticas. "Sim, acredito que isso se dará em breve",afirmou. As autoridades bielo-russas disseram que Washington nãoatendeu à ordem, dada pela segunda vez no ano, para quereduzisse o número de funcionários em sua embaixada. (Reportagem adicional de Susan Cornwell, em Washington)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.