Bilionária dos EUA deixa US$ 12 mi para o cachorro

Leona Helmsley morreu na semana passada; fortuna vinha do ramo imobiliário.

BBC Brasil, BBC

30 de agosto de 2007 | 06h14

A bilionária americana Leona Helmsley deixou US$ 12 milhões de herança para sua cadela, Trouble (Problema, em inglês). O animal recebeu a maior parte da fortuna de Helmsley, conquistada na hotelaria e no ramo imobiliário. Parentes da bilionária receberam menos do que Trouble, e dois dos quatro netos dela ficaram de fora do testamento. O documento estabelece ainda que quando a cadela morrer, deverá ser enterrada ao lado de Helmsley, que morreu na semana passada, e de seu marido.Os meios de comunicação dos Estados Unidos apelidaram Helmsley de "Rainha da Mesquinharia". Ela tinha a reputação de ser dura quando se tratava de seus negócios. Junto com o marido, Harry, já falecido, ela construiu uma empresa que administrava alguns dos imóveis de maior prestígio em Nova York, como o edifício Empire State, além de hotéis em várias partes do país. Os recursos para a manutenção de Trouble foram deixados nas mãos do irmão dela, Alvin Rosenthal, que herdou para si US$ 10 milhões. Dois dos netos da bilionária, David e Walter Panzirer, receberam US$ 5 milhões cada um com a condição de que visitem o túmulo de seu pai pelo menos uma vez por ano. O pai de ambos, Jay Panzirer, filho de Helmsley, morreu em 1982. Mas os netos Craig e Meegan Panzirer não receberam nada - "por razões que eles conhecem", de acordo com o testamento. Helmsley deixou para o seu motorista US$ 100 mil e  também alocou US$ 3 milhões para a manutenção do mausoléu dela e do marido. Os recursos provenientes da venda das casas e pertences de Helmsley irão para um fundo de caridade.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.