Bombardeios dos EUA na Síria atingem depósitos e área de treinamento de rebeldes

Bombardeios dos EUA na Síria atingem depósitos e área de treinamento de rebeldes

Os ataques também tiveram como alvo o grupo Frente Nusra, filiado à Al Qaeda

REUTERS

23 de setembro de 2014 | 07h18

Os Estados Unidos, com o apoio de seus aliados árabes, atingiram alvos do grupo Estados islâmico, incluindo campos de treinamento, bases e suprimentos de armas no norte e no leste da Síria em dezenas de ataques aéreos e com mísseis nesta terça-feira, disseram militares norte-americanos e um grupo de monitoramento do conflito.

Os ataques dos EUA também tiveram como alvo o grupo Frente Nusra, filiado à Al Qaeda, no norte da Síria. Segundo o grupo de monitoramento Observatório Sírio para os Direitos Humanos, mais de 50 militantes morreram nesses bombardeios.

O Exército dos EUA afirmou em um comunicado que "alvos múltiplos (do Estado Islâmico) foram destruídos ou danificados" em torno das cidades de Raqqa, Deir al-Zor, Hasakah e da localidade fronteiriça de Albu Kamal."

Mais conteúdo sobre:
EUASIRIABOMBARDEIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.