BP deve instalar novo sistema para conter vazamento de petróleo

A British Petroleum está preparando um novo e decisivo procedimento para substituir a tampa de contenção sobre o poço avariado de Macondo, mas isso pode fazer com que temporariamente mais petróleo se espalhe pelo Golfo do México, afirmou nesta sexta-feira a principal autoridade encarregada de supervisionar as medidas de contenção do vazamento.

KRISTEN HAYS, REUTERS

09 de julho de 2010 | 17h52

Procurando aproveitar um período de 7 a 10 dias sem previsão de tempestades na região, o almirante Thad Allen, da Guarda Costeira, quer que a BP passe a adotar um sistema de contenção maior, que possa remover até 80 mil barris por dia. No momento estão sendo retirados apenas 28 mil barris diários.

A BP poderá retirar a tampa do poço no sábado e em seu lugar instalar uma nova na noite de domingo ou início da segunda-feira, disse Allen.

A petrolífera britânica estava nesta sexta-feira mobilizando um terceiro navio que poderia começar a remover o petróleo até domingo, segundo Allen.

A meta é que a embarcação eleve a remoção do óleo para 53 mil barris por dia.

O primeiro de dois poços auxiliares está sendo escavado. Além disso, assim que a nova tampa estiver instalada, a BP e cientistas do governo dos Estados Unidos deverão ter informações sólidas sobre o volume de petróleo que está vazando, disse Allen. A última estimativa dos cientistas era de até 60 mil barris por dia.

A BP informou que seus sistemas atuais coletaram ou queimaram na quinta-feira 24.395 barris do óleo que vazou.

(Reportagem adicional de Jeff Mason, em Nova Orleans)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAACIDENTEBP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.