Bush apóia envio de urânio enriquecido da Rússia para o Irã

O presidente dosEstados Unidos, George W. Bush, manifestou apoio nasegunda-feira ao envio de urânio enriquecido da Rússia parausos civis no Irã, pois isso implicaria que a RepúblicaIslâmica não teria motivo para realizar o enriquecimento porconta própria. "Se os russos estão dispostos a fazer isso, o que eu apóio,então os iranianos não precisam aprender a enriquecer", disseBush. "Se os iranianos aceitam esse o urânio para uma usinanuclear civil, então não há necessidade de que eles aprendam aenriquecer." A Rússia já entregou o primeiro carregamento de combustívelnuclear à usina iraniana de Bushehr, o que segundo Moscou eWashington deve convencer Teerã a desativar seu polêmicoprograma de enriquecimento. Teerã insiste no caráter pacífico das suas atividades, e umrecente relatório oficial dos EUA admitiu que o Irã abandonouem 2003 a busca por armas nucleares. Entretanto, Bush disse que"o Irã é um perigo à paz". "Minha atitude em relação ao Irã nãomudou. Se alguém já teve um programa de armas nucleares, o quegarante que eles não podem (re)iniciá-lo amanhã?" "Eles devem uma explicação ao mundo. Aquele relatório [aEstimativa de Inteligência Nacional dos EUA], quando lidocuidadosamente, diz que o Irã foi uma ameaça, o Irã é umaameaça à paz e o Irã será uma ameaça à paz se não pararmos suasinstalações de enriquecimento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.