Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bush aprova tratado comercial com o Peru

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, colocou em vigor na sexta-feira um acordo de livre-comércio com o Peru, apesar dos alertas de democratas e sindicalistas de que Lima pode não ter cumprido todas as obrigações trabalhistas previstas no acordo. "A proclamação de hoje representa um marco importante em nossa relação com o Peru, um dos nossos aliados mais fortes na América Latina", disse a representante comercial Susan Schwab em nota. O Peru se torna assim o 17o parceiro de livre-comércio dos EUA, o 14o a entrar na lista nos oito anos de governo Bush. O comércio bilateral é de cerca de 9,4 bilhões de dólares por ano. Deputados democratas haviam dito nesta semana que o Peru revogou algumas regras trabalhistas importantes e que Bush não deveria colocar o tratado em vigor enquanto estiver no cargo - seu mandato expira na terça-feira que vem. O Congresso aprovou o pacto com o Peru há mais de um ano, mas Bush deveria certificar o cumprimento de todas as contrapartidas antes de colocá-lo em vigor. No Peru, um decreto está sendo preparado para ser assinado pelo presidente Alan García, o que fará com que o acordo de livre-comércio passe a vigorar em 1o de fevereiro, segundo a ministra do Comércio, Mercedes Araoz. (Reportagem adicional de Maria Luisa Palomino em Lima)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.