Bush assina acordo de cooperação nuclear com a Índia

Pacto para energia civil põe fim ao isolamento nuclear que Washington impôs ao país na década de 1970

Efe,

08 de outubro de 2008 | 16h02

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, assinou nesta quarta-feira, 8, a lei que contém o acordo de colaboração nuclear civil com a Índia, uma das medidas mais importantes de seu mandato em termos de política externa. Em declaração feita ao assinar a lei, Bush afirmou que "o acordo envia um sinal ao mundo que mostra que as nações que seguem o caminho à democracia e ao comportamento responsável encontrarão um amigo nos EUA."   "A aprovação da lei reflete a opinião comum de meu Governo e do Congresso sobre o valor da cooperação nuclear e convém tanto aos EUA como a Índia", declarou o presidente. A secretária de Estado, Condoleezza Rice, e o chanceler indiano, Pranab Mukherjee, assinarão o pacto final de cooperação nuclear na próxima sexta em Washington, conforme anunciou nesta quarta o Departamento de Estado.   O acordo, pactuado por Bush e o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, em 2005, põe fim ao isolamento nuclear que os EUA submeteram a Índia na década de 1970. Nessa época, o país asiático efetuou seu primeiro teste nuclear, que levou duas décadas e meia depois para desenvolver uma arma atômica.   Após o acordo nuclear com os EUA, a Índia conseguiu acesso ao mercado internacional de combustível e componentes sem ter se juntado ao Tratado de Não-Proliferação Nuclear. O governo de Nova Délhi se comprometeu apenas a manter sua atual suspensão de testes nucleares, além de aceitar inspeções da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).  

Tudo o que sabemos sobre:
EUAÍndiaacordo nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.