Bush declara apoio a envio de urânio enriquecido para o Irã

Presidente americano afirma que prática impedirá que Teerã desenvolva técnicas próprias para fazê-lo

Reuters,

17 de dezembro de 2007 | 17h40

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou nesta segunda-feira, 17, que apóia a decisão da Rússia de enviar urânio enriquecido para usinas civis iranianas, pois assim Teerã não necessitaria desenvolver técnicas próprias para fazê-lo.  Veja TambémBush declara apoio a envio de urânio enriquecido para o Irã "Se os russos querem fazer isso, o que eu concordo, então o Irã não precisa tomar ciência de como enriquecer o urânio", disse Bush.  A Rússia anunciou nesta segunda que acaba de enviar o primeiro carregamento de combustível nuclear para o reator em Bushehr, leste do Irã. Bush afirmou ainda que o Irã continua uma ameaça, pois insiste na idéia de organizar programas nucleares que poderiam levar a fabricação de armas. Teerã declara que este programa tem fins pacíficos.  Ameaça à paz Mesmo com um relatório de inteligência dos EUA afirmando que o Irã suspendeu seus programas de armamento nucleares no fim de 2003, Bush afirma que "o Irã é uma ameaça à paz. Minha opinião não mudou em relação a esse país. Se alguém tivesse um programa de armamento nuclear, o que me garante que eles não recomecem amanhã?" Os Estados Unidos vêm pressionando pela aprovação de uma terceira rodada de sanções contra o Irã pelo Conselho de Segurança da ONU. "Eles devem satisfações ao mundo", diz Bush. "O Irã era uma ameaça; é uma ameaça para a paz e continuará ameaçando a paz mundial, se não pararmos de facilitar o enriquecimento", acrescentou o presidente americano.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãBushurânio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.