Bush detalha pedido adicional de US$ 70 bi para guerras

A solicitação orçamentária foi feita originalmente em fevereiro e vale para o ano fiscal de 2009

JEREMY PELOFSKI, REUTERS

02 de maio de 2008 | 19h16

O presidente dos EUA, George W.Bush, apresentou nesta sexta-feira o detalhamento do orçamentode 70 bilhões de dólares solicitado ao Congresso, em parte paraas guerras do Iraque e Afeganistão e uma parcela destinada àajuda contra a atual crise alimentar global. A solicitação orçamentária foi feita originalmente emfevereiro e vale para o ano fiscal de 2009, que começa em 1o deoutubro próximo. Ela inclui 45,1 bilhões de dólares para asoperações de combate nas duas guerras, 3,7 bilhões para ampliaras forças afegãs e 2 bilhões para as tropas iraquianas. "Esta solicitação atende a exigências urgentes eessenciais", disse Bush em carta à presidente da Câmara, ademocrata Nancy Pelosi. O Congresso deve aprovar a verba, mas a oposição, quedefende a adoção de um cronograma para a retirada das forças decombate do Iraque, cogita impor condições que Bush pode acharinaceitáveis. Caso o Congresso aprove a verba adicional para este ano e opróximo, o total gasto nos dois conflitos superará 800 bilhõesde dólares. A Câmara pode debater a solicitação na semana que vem. Amaior parte da verba seria usada já no mandato do próximopresidente, que toma posse em janeiro. O Congresso deve conciliar este projeto com um pedido de108 bilhões de dólares feito pela Casa Branca para cobrirgastos bélicos adicionais do atual ano fiscal. Uma proposta que está sendo considerada pelos democratas évincular a verba à ampliação dos benefícios educacionais paramilitares veteranos. O governo é contra, alegando que issoincentivaria os soldados a deixarem as Forças Armadas paraestudar, justamente quando o país mais precisa deles. Bush também pediu que o Congresso aprove uma verba de 350milhões de dólares para o processo de paz no Oriente Médio, oque incluiria 200 milhões para os palestinos -- com a condiçãode que esse dinheiro não acabe nas mãos do grupo islâmicoHamas. Empenhado na improvável tarefa de resolver o conflito doOriente Médio ainda durante seu mandato, Bush viaja neste mês aIsrael, por ocasião do 60o aniversário do Estado judeu, e vaiaproveitar para tentar promover as negociações entre palestinose israelenses, retomadas formalmente em novembro. A solicitação orçamentária da Casa Branca também inclui 770milhões de dólares em doações alimentares adicionais anunciadasna quinta-feira por Bush, na forma de vales-comida, sementes ecompras de alimentos nos países em desenvolvimento. (Reportagem adicional de Richard Cowan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABUSHVERBASGUERRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.