Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bush diz que também perdeu dinheiro com a crise financeira

Em entrevista, presidente afirma que só saberá seu prejuízo depois que entregar o cargo, na próxima terça

Entrevista com

Efe,

14 de janeiro de 2009 | 03h40

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, reconheceu na terça-feira, 13, que é possível que tenha perdido dinheiro como resultado da crise financeira. Em entrevista para o programa "Larry King Live" da rede de televisão CNN, Bush disse que só saberá com certeza, depois que entregar o cargo ao presidente eleito Barack Obama, na próxima terça-feira.   Bush disse que não ter "ideia" de quanto ele e sua esposa Laura perderam como resultado da crise, mas assinalou que tem certeza que suas finanças foram abaladas. A crise afetou principalmente as economias particulares de muitos americanos, principalmente as das pessoas que investiram em bolsas de valores, fortemente abaladas desde a eclosão da crise hipotecária.   Bush também aconselhou seu sucessor a "não se transformar em um prognosticador da economia uma vez que chegue à Presidência". "O que deveria dizer é que medidas vai tomar que sejam necessárias para voltar à recuperação", disse Bush.   O chefe de Estado assinalou ainda que simpatiza com Obama, mas que sua esposa revelou que não se sente muito feliz com as críticas do presidente eleito, que atacou Bush durante a campanha política à Casa Branca. "Ficou zangada com essas críticas", perguntou King durante a entrevista. "Sim. George não se inteirou porque não vê muito televisão", respondeu Laura.   Terrorismo   Bush assegurou ainda que seu governo conseguiu neutralizar ameaças terroristas contra os Estados Unidos após os atentados de 11 de setembro de 2001. "Conseguimos reunir muita informação sobre Al-Qaeda que não sabíamos antes e alcançarmos dizimar a liderança" dessa organização terrorista, assinalou o presidente em entrevista.   Durante a conversa na qual foi acompanhado por sua esposa, Laura, Bush afirmou que essa será a principal tarefa de Barack Obama no governo. "A tarefa mais importante do próximo presidente será a de proteger o povo dos EUA de outro ataque", afirmou.   Matéria atualizada às 8h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.