Bush e Putin se encontram amigavelmente para despedida

O presidente da Rússia, VladimirPutin, trocou brincadeiras e um forte abraço com o presidentenorte-americano, George W. Bush, neste sábado, quando os doislíderes iniciaram uma conferência de despedida na qual elesesperam aliviar as tensões sobre a Otan e o projeto de umescudo antimíssil dos EUA. Demonstrando que seu entrosamento pessoal segue intactoapesar das divergências entre os dois países, Bush deu um forteabraço em Putin e depois foi caminhar ao por do sol com o líderrusso na residência presidencial de férias no Mar Negro, emSochi. Bush havia dito que esperava por uma última conversasincera com Putin antes que o líder russo deixasse o Kremlin,no mês que vem. O líder norte-americano espera dialogar em um tom menosestridente do que o usado por Putin na conferência daOrganização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) desta semana,em Bucareste, quando o russo criticou a expansão militarocidental próxima a fronteiras russas mas também implorou:"Vamos ser amigos". Mais cedo, quando Bush estava a caminho de Sochi, umaporta-voz da Casa Branca disse que o diálogo sobre os planosdos Estados Unidos para um escudo antimíssil no leste europeu-- fortemente criticado por Putin -- estava "encaminhado nadireção certa". Mas a porta-voz Dana Perino informou que seria preciso serfeito mais trabalho depois de Sochi para finalizar um acordo decompromisso sobre o escudo. Putin critica duramente o projetodo escudo, dizendo que ele ameaçará a segurança da Rússia. Perino disse a jornalistas que os dois líderes poderiamassinar um acordo em Sochi sobre a "estrutura estratégica" dasrelações entre Estados Unidos e Rússia -- um documento quealguns especialistas dizem que consolidará o legado que serátransmitido a seus sucessores. ENCONTRO COM MEDVEDEV Bush, que também está no final de seu mandato, se encontracom o líder russo sete anos depois de ter dito que haviaobservado a alma de Putin e que nele confiava. Desde então, as relações entre os dois países ficaramtensas, mas os dois presidentes mostraram que a química pessoalentre os dois continua intacta com a visita, que começou comuma apresentação sobre os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014,que serão sediados por Sochi. Eles trocaram sorrisos e piscadas enquanto eramapresentados a maquetes das instalações planejadas para osJogos em uma casa de visitas no complexo de Putin.Bush viaja para recuperar sua política externa, dominada pelaguerra do Iraque, que prejudicou a credibilidade dos EstadosUnidos. Ele também tenta manter sua relevância mundial agora quesua administração econômica está sendo criticada e a atençãoestá focada em quem será seu sucessor em janeiro de 2009. De sua parte, Putin procura uma transição tranquila daPresidência da Rússia para seu protegido, Dmitry Medvedev. Bush conversará separadamente com Medvedev no domingo epossivelmente terá uma chance de avaliar quanto poder Putin,que será primeiro ministro, continuará exercendo no Kremlin. REUTERS PB PF

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.