Bush pedirá apoio à UE para novos projetos de saúde

O presidente dos Estados Unidos, GeorgeW. Bush, irá buscar apoio da União Européia para combaterdoenças tratáveis na África e para disponibilizar assistênciamédica no Afeganistão, disse uma autoridade da Casa Brancanesta segunda-feira. Na conferência anual Estados Unidos-União Européia naterça-feira, Bush planeja pedir compromissos financeiros paratratar as chamadas doenças tropicais negligenciadas, disse umaautoridade. "Há sete doenças significativas que juntas podem afetarcerca de um bilhão de pessoas", disse Dan Price, vice-conselheiro de segurança nacional para assuntos econômicosinternacionais à jornalistas a bordo do Força Aérea Um, durantea viagem de Bush à Eslovênia. "Estas doenças são tratáveis e podem ser vencidas comremédios que estão disponíveis hoje", disse Price,acrescentando que isto custaria cerca de 1 bilhão de dólares.Os Estados Unidos já se comprometaram a contribuir com 350milhões de dólares nos próximos cinco anos, disse. Bush também irá propor um aumento no número de assistentesmédicos no Afeganistão, disse sem especificar. O presidente dos Estados Unidos tem pressionado em assuntosde assistência médica global durante a última semana, chamandoa atenção para um de seus esforços de política externa que temsido amplamente elogiado em um momento em que as guerras noIraque e no Afeganistão dominam as manchetes. Na semana passada, Bush pediu que outros países ricoscumpram o que foi prometido no ano passado e dêem sua parte dos60 bilhões de dólares para a luta contra a Aids na África. Price disse que Bush iria utilizar a conferência para opressionar os países do G8 a seguirem seus compromissos. "É crítico que o G8 demonstre que é responsável e que estácumprindo seus compromissos", disse. Os Estados Unidos jágarantiram o dinheiro para o esforço, de acordo com a CasaBranca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.