Bush pressiona aliados por mais tropas da Otan no Afeganistão

O presidente norte-americano,George W. Bush, disse no sábado que vai pedir o envio de maistropas dos aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte(Otan) ao Afeganistão, durante a cúpula dos aliados emBucareste, no próximo mês. Bush, em um entrevista coletiva em seu rancho no Texas, aolado do primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen,disse esperar que os países membros da Otan mantenham "cargapesada" no Afeganistão e afirmou que irá "encorajar as pessoasa contribuírem mais". Suas afirmações colocam um novo impulso à pressãonorte-americana dos últimos meses para que os aliados da Otantenham um papel maior no combate ao Taliban e seus aliados daal Qaeda no país. Algumas autoridades dos Estados Unidos afirmaram que adisputa sobre o número de tropas pode gerar uma divisão naaliança entre membros a favor e contra os combates. Bush quase citou os países que acredita que deveriam enviarmais tropas e reconheceu "certas limitações políticas em certospaíses". "Eu vou para Bucareste com a noção de que nós estamosgratos pelas contribuições feitas e para encorajar as pessoas acontribuírem mais", disse ele. O encontro da Otan será entre 2e 4 de abril. A Alemanha, sob pressão de Washington, recentementesuavizou a antiga insistência em não exceder seu limite de3.500 combatentes no Afeganistão e já não exclui apossibilidade de enviar reforços neste ano. A França também sinalizou sua disposição em enviar maistropas. (Reportagem de David Alexander)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.