Bush se defende após comentários sobre Irã e 3a Guerra Mundial

O presidente dos Estados Unidos, GeorgeW. Bush, defendeu em uma entrevista na televisão os comentáriosrecentes sugerindo que as ambições nucleares do Irã poderiamlevar à Terceira Guerra Mundial. Ele insistiu que queria umasolução diplomática para o caso iraniano. Bush afirmou em uma coletiva de imprensa no mês passado queimpedir o Irã de construir armas nucleares seria um jeito deevitar um novo conflito global. "A razão pela qual eu disse isso é porque esse é um paísque desafiou a AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica,ligada às Nações Unidas). Em outras palavras, não mostrou todoo seu programa. Eles disseram que querem destruir Israel",afirmou Bush em uma entrevista à rede alemã RTL. "Se você quer ver a Terceira Guerra Mundial, você sabe, umjeito de fazer isso é atacar Israel com uma arma nuclear", Bushcompletou. "Então eu digo, agora é hora de se mexer. Não foi umaprevisão, nem um desejo." Quando perguntado se havia um limite para os EUA decidiremque a intervenção militar é única opção possível para lidar como Irã, Bush respondeu: "Eu nunca diria isso". "Eu diria que nós vamos sempre tentar a diplomaciaprimeiro", disse. Irã diz que seu programa nuclear é para gerar eletricidade,e não bombas. A entrevista foi feita na terça-feira, mas a RTL divulgouas frases nesta quarta-feira, antes da visita da premiê alemãAngela Merkel ao rancho de Bush no Texas no fim desta semana. (Por Iain Rogers)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.