Bush vai anunciar mais sanções contra Mianmar

O presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, vai anunciar nesta sexta-feira novas sançõescontra o regime militar que governa Mianmar, informou a CasaBranca. O porta-voz da Casa Branca, Tony Fratto, disse que Bushameaçou com possíveis sanções adicionais "se o regime birmanêsnão colocasse um fim a sua repressão" quando anunciou endureceras medidas, no mês passado. "Infelizmente, o regime birmanês não respondeu", declarou oporta-voz a repórteres, afirmando que Bush vai fazer umadeclaração às 15h0 (horário de Brasília). Fratto afirmou que o Departamento do Tesouro, responsávelpor implementar as sanções dos EUA contra Mianmar, também faráum anúncio sobre os novos passos a serem dados em resposta àrepressão aos protestos contra 45 anos de governo militar. Ele, entretanto, não deu mais detalhes. Washington impôs uma nova série de sanções no mês passadocontra as autoridades militantes de Mianmar, endurecendo asmedidas que os EUA colocaram em prática há anos, mas queresultaram em poucas mudanças. No começo deste mês, as manifestações pró-democracia emMianmar, antiga Birmânia, foram esmagadas pelos líderesmilitares do país asiático. Muitos manifestantes foram presos,alguns mortos, e a polícia tem, desde então, invadido casas eefetuado novas prisões Bush expressou impaciência na segunda-feira com a respostainternacional à repressão em Mianmar e pediu por "enormepressão internacional para deixar claro aos generais que elesficarão completamente isolados e não serão aceitos nacomunidade internacional de nações". (Por Matt Spetalnick)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.