Califórnia vai votar legalização da maconha

Plebiscito deve ser votado em novembro; se aprovado, poderia gerar arrecadação de US$ 1,3 bilhão

Efe

25 de março de 2010 | 02h34

A Secretaria de Estado da Califórnia anunciou que a iniciativa organizada por cidadãos para legalizar a maconha no estado obteve o número de apoios suficientes para ser votada em plebiscito em novembro, junto das eleições para governador.

 

O grupo de promotores da proposta a favor de descriminalizar o consumo da substância conseguiu mais de 433.971 assinaturas, número ínimo requerido pelas autoridades para submeter o tema à aprovação popular.

 

Caso seja aprovada, a nova lei cancelaria as restrições sobre o uso pessoal de maconha aos maiores de 21 anos na Califórnia.

 

A proposta estabelece o limite legal de posse em 30 gramas por pessoa e o cultivo privado das plantas, desde que não supere 2,3 metros quadrados.

 

Se aprovada, a maconha passaria a ser uma droga lícita no estado, assim como o tabaco e o álcool, e representaria uma importante fonte de receita em impostos comerciais e produtivos para as administrações locais e estadual.

 

Acredita-se que os cofres públicos passariam a receber mais de US$ 1,3 bilhão por ano em taxas.

Tudo o que sabemos sobre:
maconhalegalizaçãoCalifórnia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.