Canadá confirma 17 mortes em acidente de helicóptero

Não há mais sobreviventes no acidente de helicóptero ocorrido na quinta-feira na costa atlântica do Canadá, disseram autoridades na sexta-feira, confirmando a morte de 17 pessoas.

REUTERS

13 de março de 2009 | 18h14

Uma pessoa havia sido resgatada com vida logo depois da queda do aparelho, que transportava trabalhadores para dois projetos petrolíferos em alto-mar. Um corpo também havia sido recolhido, o que deixa 16 desaparecidos.

"A possibilidade de encontrar sobreviventes não está mais aí", disse o major Denis McGuire, participante da operação de resgate, em entrevista coletiva em Saint John's, capital da província canadense da Terra Nova. O piloto teria notificado um problema mecânico antes do acidente.

"Entregaremos o caso à Comissão de Segurança dos Transportes e à Real Polícia Montada Canadense, como sendo um caso de pessoas desaparecidas", disse McGuire.

Os ocupantes do aparelho usavam trajes que lhes permitiriam sobreviver por até um dia, tempo que já transcorreu, segundo o major. O helicóptero afundou cerca de 65 quilômetros a sudeste de Saint John's.

O destino do aparelho era o navio de produção petrolífera Sea Rose, da Husky Energy, e a plataforma Hibernia, sociedade entre as empresas Petro-Canada, Exxon Mobil, Chevron, Murphy Oil, StatoilHydro e o governo canadense.

(Reportagem de David Ljunggren)

Tudo o que sabemos sobre:
CANADAHELICOPTERO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.