AP Photo/The Canadian Press, Andrew Vaughan
AP Photo/The Canadian Press, Andrew Vaughan

Canadá desbarata plano de massacre no Dia dos Namorados

A polícia prendeu três pessoas, incluindo uma mulher norte-americana

REUTERS

14 de fevereiro de 2015 | 14h54

Um grupo de "desajustados assassinos" planejou massacrar o maior número de pessoas possível em uma festa do Dia dos Namorados, ataque frustrado pela polícia após uma denúncia anônima, disse o ministro da Justiça do Canadá neste sábado.

A polícia prendeu três pessoas, incluindo uma mulher norte-americana, antes que o ataque na cidade de Halifax pudesse ocorrer. Um quarto homem ligado ao caso foi encontrado morto em uma casa na cidade, disse a polícia.

"Baseado no que nós sabemos até agora, teria sido devastador, vítimas em massa teriam sido uma possibilidade real", disse o ministro da Justiça Peter MacKay a jornalistas.

"O ataque não parece ter sido culturalmente motivado, e por isso não está ligado a terrorismo."

MacKay disse que um homem canadense de 19 anos e uma mulher americana de 23, suspeitos de manterem contato online, teriam planejado abrir fogo em um local público não identificado.

"Parecia ser um grupo de desajustados assassinos que estavam vindo aqui, ou que moravam aqui, e estavam planejando causar estragos e caos na nossa comunidade", disse Mackay.

Tudo o que sabemos sobre:
CANADAMASSACRENAMORADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.