Canadense é preso após manter 300 estudantes reféns

Homem armado prendeu professores e alunos em escola; diretor diz não saber se arma do agressor era real

Agências internacionais,

23 de setembro de 2008 | 14h37

Um homem armado foi preso na cidade de Regina, no Canadá, nesta terça-feira, 23, após manter cerca de 300 estudantes e professores reféns em um ginásio de uma escola de ensino médio, informou a televisão pública do país, CBC.   Veja também: Cronologia dos ataques contra escolas   Segundo o diretor do colégio, Bruce Perlson, o homem era um ex-estudante e portava uma arma, que ele disse não saber se era real. De acordo com informações da emissora, a polícia levou 40 minutos para prender o agressor e contou com a ajuda de uma equipe da SWAT, além de negociadores.   Um estudante disse à CBC, em mensagem de texto enviado de seu telefone celular, que o detido tinha colocado uma pistola na cabeça do diretor do instituto. O site do Luther College, que conta com um colégio e uma universidade em seu campus de Regina, informa que seus estudantes procedem de 20 países. Todos foram evacuados após o incidente.   Ainda nesta terça, um aluno de 22 anos matou pelo menos 11 pessoas numa escola na pequena cidade de Kauhajoki, no oeste da Finlândia. O autor dos disparos foi identificado como Matti Juhani Saari, que morreu poucas horas depois de cometer o massacre.

Tudo o que sabemos sobre:
CanadáFinlândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.