Canadense morre de gripe aviária H5N1 ao voltar da China

Um cidadão canadense morreu de gripe aviária H5N1 depois de voltar de uma viagem à China, atualmente o único caso confirmado da doença na América do Norte, disseram autoridades federais de saúde nesta quarta-feira.

Reuters

08 de janeiro de 2014 | 20h19

Em declaração à imprensa em Ottawa, autoridades disseram que se tratava de um caso isolado e que representava um risco mínimo para o público em geral. A variedade H5N1, normalmente transmitida pelo contato com aves infectadas, mata cerca de 60 por cento dos infectados, acrescentaram.

A pessoa, que viajou à China em dezembro, morreu na província de Alberta, no oeste do país, em 3 de janeiro. Funcionários advertiram aos canadenses para que evitem entrar em contato com aves na China.

O Ministério da Saúde em Alberta disse em comunicado que em 2013 houve 38 casos mundiais de gripe aviária H5N1 relatados à Organização Mundial de Saúde (OMS) e 24 mortes.

(Reportagem de David Ljunggren)

Tudo o que sabemos sobre:
CANADAGRIPECHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.