Candidatos dos EUA fazem últimos apelos antes da votação em Iowa

Os aspirantes à Casa Brancapediram votos nesta quarta-feira no Estado de Iowa, com aspesquisas mostrando disputas acirradas nos dois partidos um diaantes do processo eleitoral no Estado, que dá a largada para aescolha dos candidatos à presidência dos Estados Unidos. Atravessando as pequenas e geladas cidades desse Estadorural do Meio-Oeste, os candidatos democratas e republicanospediram aos partidários que busquem o apoio dos eleitoresindecisos. "Prometo a vocês isto: não vamos apenas vencer o caucus,vamos vencer as primárias, vamos vencer a eleição geral e vamosmudar esta nação e mudar o mundo", disse o senador BarackObama, do Estado de Illinois, em um comício em Davenport. Iowa é o primeiro teste na batalha Estado a Estado para aescolha dos candidatos à presidência na eleição de novembro.Pesquisa da Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada nesta quarta-feiramostrou os dois lados essencialmente em ponto morto. Hillary Clinton, senadora por Nova York, e Obama estãoempatados entre os democratas, com 28 por cento dos votos,enquanto o ex-senador pela Carolina do Norte, John Edwards,aparece logo depois com 26 por cento -- uma diferençainsignificante em estatística. Entre os republicanos, o ex-governador do Arkansas, MikeHuckabee, vence o ex-governador de Massachusetts Mitt Romneypor 2 pontos porcentuais, número dentro da margem de erro dapesquisa. A convenção dos democratas começa às 18h30, no horáriocentral padrão dos EUA (19h30 no Leste dos EUA e 00:30 desexta-feira no GMT) e a dos republicanos, meia hora depois. Osresultados podem começar a ser divulgados uma ou duas horasdepois. Hillary, Obama e Edwards compraram horário na TV em Iowapara apresentar mensagens de encerramento para os eleitoresnesta quarta-feira à noite. "FIQUEM COMIGO" "Se vocês ficarem comigo por uma noite, eu ficarei comvocês todo dia, como sua presidente", disse Hillary em suamensagem de 2 minutos que será transmitida nas estações deIowa. Edwards está ganhando terreno nas pesquisas e atraindoataques tanto de Hillary como de Obama nos últimos dias. "Amaioria dos outros candidatos de peso está gastando uma porçãode tempo falando de mim", explorou Edwards no programa "Bom diaAmérica", da rede de TV ABC. "Acho que a razão disso é muitoclara. Eles vêem este movimento de explosão que estáacontecendo em minha campanha aqui e acho que estão tentandoofuscá-lo", completou. O republicano Huckabee está sob fogo por causa de umacoletiva de imprensa na segunda-feira, quando anunciou que nãoiria transmitir um ataque contra a campanha de Romney, depoismostrado a repórteres. O incidente se seguiu a vários dias de ataques de Romney,que criticou os resultados de Huckabee nas questões deimigração, impostos e crime quando foi governador do Arkansas. (Reportagem adicional de Ellen Wulfhorst, Ed Stoddard,Joanne Kenen; redação de John Whitesides; Editado por DavidStorey)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.