Casa Branca alerta que Obama vetará novas sanções contra Irã se Congresso aprová-las

A Casa Branca afirmou nesta quinta-feira que um novo projeto de lei impondo sanções contra o Irã iria prejudicar as ações diplomáticas com a finalidade de impedir que esse país fabrique armas nucleares e acrescentou que se os esforços para alcançar um acordo fracassarem, sanções poderiam ser aprovadas rapidamente.

Reuters

19 de dezembro de 2013 | 19h15

"Nós não acreditamos que agora seja o momento de aprovar nenhuma nova lei com sanções no Congresso", disse o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, durante um encontro com a imprensa.

"É muito importante evitar adotar qualquer ação que possa potencialmente afetar a oportunidade de uma solução diplomática."

Se o Congresso aprovar a legislação apresentada nesta quinta-feira ao Senado, o presidente irá vetá-la, disse Carney.

"Nós não achamos que essa ação seja necessária, nós não achamos que será aprovada, e se fosse aprovada, o presidente a vetaria", afirmou.

Senadores dos EUA apresentaram nesta quinta-feira um projeto para impor sanções ao Irã se o país romper os termos de um acordo provisório firmado no mês passado em Genebra, pelo qual o governo iraniano concordou em restringir seu programa nuclear.

(Reportagem de Mark Felsenthal e Roberta Rampton)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACASABRANCAIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.