Casa Branca condena ataque a consulado em Peshawar

A Casa Branca condenou veementemente um ataque contra o consulado norte-americano na cidade paquistanesa de Peshawar nesta segunda-feira.

REUTERS

05 de abril de 2010 | 14h44

Militantes do Taliban paquistanês assumiram a responsabilidade pelo ataque em que foram usados um carro-bomba e armas de fogo contra o consulado. Oito pessoas, incluindo três militantes, foram mortos, mas ninguém da missão norte-americana ficou ferido.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que a resposta dos EUA foi de "grande preocupação".

"Condenamos veementemente a violência e as ações", disse Gibbs a repórteres quando indagado sobre o ataque.

"E destaco que... extremistas no Paquistão continuam matando paquistaneses, o que eu acredito que fortalece a visão que tem havido ganhos ao longo do ano contra o extremismo por parte de paquistaneses nativos".

A violência ressalta o perigo imposto pelos militantes no Paquistão, aliado dos EUA, depois de um ano de ofensivas militares que tem causado um recuo significativo.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAATAQUEPESHAWARCONDENA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.