Casa Branca diz não reconhecer cessar-fogo declarado pela Líbia

Os Estados Unidos disseram no domingo que não vão reconhecer o cessar-fogo declarado pelas forças leais ao líder líbio, Muammar Gaddafi.

REUTERS

20 de março de 2011 | 20h06

"Nossa visão nesta altura... é que não é verdade, ou foi imediatamente violado", disse a jornalistas o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, Tom Donilon.

Ele afirmou que os Estados Unidos e seus aliados tiveram um "bom primeiro dia" em sua intervenção na Líbia.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou com o rei Abdullah da Jordânia e os dois concordaram sobre a necessidade de ampliar a coalizão que age contra a Líbia.

Mais cedo, as Forças Armadas da Líbia emitiram uma ordem para que todas as unidades observassem um cessar-fogo imediato, segundo um porta-voz dos militares em pronunciamento a jornalistas.

Obama está no Brasil como parte de uma viagem pela América Latina, que também inclui visitas ao Chile e a El Salvador.

(Reportagem de Alister Bull e Caren Bohan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUALIBIACESSARFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.