Casa Branca diz que Al-Qaeda ainda é a maior ameaça terrorista

Governo americano diz em relatório que o grupo pretende infiltrar agentes para atentados no país

REUTERS

09 de outubro de 2007 | 12h11

A rede Al-Qaeda ainda é a ameaça terrorista "mais séria e perigosa" para os Estados Unidos e deve intensificar seus esforços para instalar operações dentro do país. A afirmação foi feita nesta nesta terça-feira, 9, em um relatório da Casa Branca. "Apesar de termos descoberto apenas alguns indivíduos nos Estados Unidos com laços com a liderança mais alta da Al-Qaeda, o grupo provavelmente vai intensificar seus esforços para plantar agentes aqui no país", informou o relatório "Estratégia Nacional para Segurança Interna". "Nós nunca devemos perder de vista o persistente desejo da Al-Qaeda por armas de destruição em massa, uma vez que o grupo continua tentando adquirir e usar material químico, biológico, radiológico ou nuclear", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.