Causas de incêndio na Califórnia são investigadas

Tempo úmido ajudou 15 mil pessoas a voltarem às suas casas, mas elas podem receber alerta para sair

Reuters,

11 de maio de 2009 | 04h20

As causas do incêndio que destruiu 77 casas na Califórnia desde que começou há quase uma semana, são investigadas. Até o momento a causa recai sobre o uso de ferramentas elétricas.

 

Ajudados por um clima mais frio e úmido, os bombeiros obtiveram uma vantagem contra o incêndio florestal.

 

Até o domingo, 10, os bombeiros haviam estabelecido linhas de contenção ao redor de dois terços do incêndio, que arrasou 3.520 hectares nas colinas de Santa Barbara, uma pitoresca cidade costeira que está a 145 quilômetros de Los Angeles, informaram autoridades à imprensa.

 

Com a ameaça imediata à cidade até o momento repelida as 15 mil pessoas que estavam fora puderam voltar às suas residências, mas foram advertidas que permaneçam prontas para fugir se receberem aviso.

 

Não foram reportadas vítimas civis desde o começo do fogo na última terça-feira, 5, mas 18 bombeiros ficaram feridos, incluindo três que sofreram queimaduras graves e inalação de fumaça quando se viram rodeados pelas chamas na quarta-feira, 6.

 

Funcionários estatais do departamento de bombeiros emitiram um comunicado que indica que a causa do incêndio "parece estar relacionada com o uso de ferramentas elétricas" perto de campos de plantas.

Tudo o que sabemos sobre:
CalifórniaSanta Barbaraincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.