Chamas ameaçam mansões de famosos na Califórnia

Entre os desalojados por incêndios na região dos EUA estão o ator Mel Gibson e o diretor James Cameron;

Agências internacionais,

22 de outubro de 2007 | 14h27

Chamas fora de controle destruíram centenas de casas e mataram pelo menos uma pessoa enquanto equipes do corpo de bombeiros lutam para conter os incêndios na região, que ameaçam as grandes mansões e tem forçado centenas de pessoas a deixarem suas residências. Quatro bombeiros e pelo menos outras 10 pessoas foram hospitalizadas.  Veja também:Schwarzenegger decreta estado de emergência por incêndios na Califórnia  Mais de dez focos de incêndio afetam de Santa Barbara a San Diego, e segundo a BBC, o governador do Estado americano, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência em sete condados. As chamas chegaram a Malibu, uma comunidade de ricos e famosos, que tem entre seus moradores Mel Gibson, Barbra Straisand, Cher e Piers Brosnan. Nas proximidades de Hollywood, local onde vivem muitas celebridades, cerca de 30 mansões fossem esvaziadas. De acordo com a CNN, entre as casas que tiveram que ser desalojadas estão as do ator Mel Gibson, da cantora Olivia Newton-John e do diretor James Cameron. Em Malibu, cerca de 700 bombeiros trabalham na proteção da centena de casas que podem ser destruídas. Pelo menos 1.500 pessoas foram retiradas da região e além de uma igreja, residências foram atingidas. Entre as casas desalojadas em Malibu está o luxuoso castelo Kashan, propriedade da Lily Lawrence, que acabou sendo consumido pelas chamas.  Segund Lily, que é filha de um ex-ministro iraniano, ela conseguiu apenas pegar algumas coisas antes de deixar o local. Na casa, engolida pelas chamas, foram destruídas jóias e objetos do cantor Elvis Presley. Fortes ventos - de quase cem quilômetros por hora - estão levando o fogo a se propagar mais rápido e para mais longe. A previsão do tempo é de que os fortes ventos devem continuar por mais alguns dias, e milhares de casas correm o risco de pegar fogo, de acordo com o correspondente da BBC na Califórnia, David Willis.

Tudo o que sabemos sobre:
Califórniaincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.