Reuters
Reuters

Chefe do Pentágono vai ao Paquistão discutir segurança e drones

Islamabad diz que os ataques com drones matam muitos civis e violam a soberania do país

O Estado de S. Paulo,

09 de dezembro de 2013 | 10h26

O secretário de Defesa norte-americano, Chuck Hagel, discutiu nesta segunda-feira o uso de aviões não tripulados norte-americanos contra militantes em áreas remotas do Paquistão, durante a primeira visita de um chefe do Pentágono ao país asiático em quase quatro anos.

Os EUA têm uma relação complicada com o Paquistão, em parte por causa dos bombardeios norte-americanos com os chamados drones contra redutos de militantes islâmicos em áreas tribais do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão.

Islamabad diz que os ataques com drones matam muitos civis e violam a soberania do país.

Durante a visita, Hagel se reuniu com o primeiro-ministro Nawaz Sharif e com outros funcionários graduados, inclusive o recém-nomeado comandante das Forças Armadas, Rafeel Sharif. Nenhum dos participantes divulgou detalhes da conversa.

"O primeiro-ministro... transmitiu a profunda preocupação do Paquistão com a continuidade dos ataques com drones, salientando que os bombardeios com drones são contraproducentes para os nossos esforços de combater o terrorismo e o extremismo de forma duradoura", limitou-se a dizer a chancelaria local em nota.  / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPAQUISTAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.