Chegada de pandas gigantes chineses ao Canadá causa 'Pandamônio'

O Canadá teve um gosto da diplomacia internacional do panda nesta segunda-feira com a chegada de dois "Pandas Muito Importantes" como parte de um empréstimo de 10 anos para zoológicos canadenses.

Reuters

25 de março de 2013 | 18h00

Falando quando os dois pandas gigantes chegaram em Toronto vindos da China, o embaixador chinês Zhang Junsai, que deu aos animais a designação VIP, observou que, quando assumiu seu cargo no Canadá há dois anos, foi recebido apenas pelo diretor canadense de protocolo.

Mas a dupla de pandas, Er Shun, de 5 anos, e Da Mao, de 4, mereceram uma recepção pessoal do primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, que fechou um acordo sobre o empréstimo de pandas durante uma visita para a China no ano passado.

"Estou muito contente em oficialmente receber no Canadá... um casal de tesouros nacionais da China", disse Harper no aeroporto.

"A China quer ser conhecida por outros talentos econômicos", disse Gordon Houlden, diretor do Instituto da China na Universidade de Alberta à CTV Television. "Isso ajuda a servir esse propósito".

As autoridades esperam que Er Shun, que é fêmea, e Da Mao, que é macho, acasalem durante seus cinco anos em Toronto e cinco anos subsequentes em Calgary, Alberta, para produzirem os primeiros filhotes de panda nascidos no Canadá.

(Reportagem de Fred Thornhill)

Mais conteúdo sobre:
CANADACHINAPANDAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.