CIA liga Al Qaeda e aliados a assassinato de Bhutto--Post

A CIA culpa a rede Al Qaeda ealiados de um líder tribal paquistanês pelo assassinato daex-premiê Benazir Bhutto, afirmou o diretor da agência, MichaelHayden, à edição desta sexta-feira do Washington Post. Os comentários de Hayden são os mais incisivos de umaautoridade de inteligência dos EUA sobre quem seria responsávelpela morte da líder oposicionista no dia 27 de dezembro, disseo Post. Segundo o jornal, a opinião dele é semelhante à doPaquistão. Hayden disse que Bhutto foi morta por combatentes aliados aBaitullah Mehsud, líder tribal no noroeste paquistanês, comapoio da Al Qaeda. O diretor da CIA não quis discutir dados de inteligênciapor trás da avaliação, de acordo com o jornal. "Isso foi conduzido pela rede ao redor de Baitullah Mehsud.Não temos motivo para questionar isso", declarou. O Post disse que Hayden descreveu o assassinato como "partede uma campanha organizada", que inclui ataques suicidas eoutros atentados contra líderes do Paquistão. "Está claro que a intenção deles é continuar a tentarprejudicar o Estado paquistanês da forma que atualmenteexiste", observou ele. Pouco depois da morte de Bhutto, o governo paquistanêsapontou a responsabilidade de Mehsud.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.