Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Clinton e Obama empatam; McCain lidera na 'superterça'

Os democratas Barack Obama e HillaryClinton terminaram a "superterça" das prévias eleitorais nosEstados Unidos praticamente empatados, enquanto John McCainassumiu definitivamente a liderança na corrida republicana,depois de um dia com votações de um ou ambos os partidos em 24Estados. No acirrado duelo democrata, Obama ganhou 13 Estados,contra oito de Hillary -- que, no entanto, levou os maiores"prêmios" do dia, os Estados da Califórnia e de Nova York. "Há uma coisa nesta noite de fevereiro que não precisamosdos resultados finais para saber: nossa hora chegou", disseObama, senador por Illinois, a seguidores em Chicago. "Nossomovimento é real, e a mudança está chegando à América." McCain venceu em nove Estados, inclusive a Califórnia e nonordeste dos EUA, e assim consolida seu favoritismo, já quevários Estados conferem a totalidade dos seus delegadosrepublicanos ao ganhador, sem importar a proporção de votos --o que não ocorre entre os democratas. Seus rivais Mitt Romney e Mike Huckabee mantiveram suasesperanças e prometeram continuar na disputa, apesar dasdúvidas sobre sua viabilidade eleitoral. Romney venceu em seteEstados e Huckabee, em cinco. "Acho que hoje precisamos nos acostumar com a idéia de quesomos o favorito do Partido Republicano à indicação. Erealmente não me importo nem um pouco", disse McCain asimpatizantes em Scottsdale, Arizona, Estado pelo qual ésenador. Em ambos os partidos, cada candidato venceu em pelo menoscinco Estados, o que significa que a disputa deve se prolongar.Na próxima semana, há votações em meia dúzia de Estados. Nas primeiras horas da madrugada, Hillary tinha 760delegados, contra 692 de Obama, de acordo com o jornalWashington Post. Para conseguir a indicação democrata sãonecessários 2.025 delegados. A disputa democrata é consideradahistórica por opor uma mulher a um negro. Entre os republicanos, segundo o Post, McCain soma 570delegados, bem à frente dos 251 de Romney e dos 175 deHuckabee. São necessários 1.191 para receber a indicação. McCain, derrotado por George W. Bush na disputa republicanaem 2000, ainda precisa conquistar a ala conservadora dopartido, insatisfeita com suas opiniões centristas a respeitode imigração, redução de impostos e reforma do financiamentoeleitoral. CAMPANHAS ACIRRADAS Mais de metade do total de delegados democratas e cerca de40 por cento dos republicanos estavam em disputa na"superterça". Como em nenhum partido houve um vencedor expressivo, osanalistas prevêem que as próximas semanas continuarão sendomarcadas por acusações entre os candidatos e divisões dentrodos partidos. "Como a votação não produziu vencedores evidentes, aspróximas disputas, em Estados como Pensilvânia, Ohio, Texas,Louisiana, Washington e Virgínia só devem aumentar a pressãosobre as campanhas, que estão mais do que dispostas a mostraros dentes", observou um editorial do New York Times. Obama venceu em Alabama, Alasca, Colorado, Connecticut,Delaware, Geórgia, Idaho, Kansas, Minnesota, Missouri, Dakotado Norte, Utah e no seu Estado natal, Illinois. Hillary ganhou em Arizona, Arkansas, Califórnia,Massachusetts, Nova Jersey, Oklahoma, Tennessee e na sua NovaYork. Aparentemente, ela conseguiu reagir à "onda" favorável aObama, que as pesquisas indicavam nos últimos dias. "Espero manter nossa campanha e nosso debate sobre comodeixar este país melhor para as próximas gerações", disseHillary a simpatizantes na noite de terça-feira. Entre os republicanos, McCain ganhou em Arizona,Califórnia, Connecticut, Delaware, Illinois, Missouri, NovaJersey, Nova York e Oklahoma. Huckabee, pastor batista e ex-governador do Arkansas,venceu em Alabama, Arkansas, Geórgia, Tennessee e VirgíniaOcidental. Romney, ex-governador de Massachusetts, ganhou em Alasca,Colorado, Minnesota, Montana, Dakota do Norte, Massachusetts eUtah, região com grande concentração de mórmons. Romney seria oprimeiro presidente norte-americano dessa religião. (Com reportagem de Jeff Mason, Claudia Parsons, SteveHolland, Ellen Wulfhorst e Andy Sullivan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.