Com premiê, Bush tenta impedir invasão turca no Iraque

Encontro visa discutir estratégia para combater guerrilheiros curdos em atuação no norte do país árabe

Reuters e Associated Press,

05 de novembro de 2007 | 18h50

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ofereceu ajuda nesta segunda-feira, 5, ao primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, na luta contra rebeldes curdos com bases no norte do Iraque.   Em pronunciamento durante encontro com o líder turco, Bush classificou o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em curdo) de "inimigo dos Estados Unidos" e ofereceu repassar a Ancara informações de inteligência para pôr fim aos ataques dos rebeldes.   "O PKK é uma organização terrorista. Eles são inimigos da Turquia, inimigos do Iraque e inimigos dos Estados Unidos", disse Bush ao lado de Erdogan no Salão Oval.   O presidente americano destacou ainda que membros do alto escalão militar dos Estados Unidos e da Turquia manterão contatos regulares em um esforço para rastrear a movimentação dos guerrilheiros.   No momento em que o governo turco analisa se realiza ou não uma incursão no norte do Iraque para combater os militantes curdos, o premiê turco deixou claro que quer ações concretas do governo americano para conter os rebeldes, que têm realizado ataques à Turquia a partir de bases localizadas em solo iraquiano. Mais de 40 turcos morreram em outubro em conseqüência da ação dos guerrilheiros.   Nas últimas semanas, dezenas de milhares de militares turcos foram enviados para a fronteira do Iraque, no sudeste do país. A manobra foi conseqüência de uma autorização concedida pelo Parlamento turco para uma invasão do Iraque.   Em frente à Casa Branca, alguns curdos-americanos aproveitaram a presença do premiê Erdogan para protestar contra uma eventual invasão. Eles desfilaram com cartazes pedindo "paz no Curdistão".

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosBushTurquiaIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.