Com quase 100 dias no cargo, Obama tem 68% de aprovação

Apoio é o maior a um presidente no período; presidência alterou percepção de raça nos EUA, diz pesquisa

Agências internacionais,

28 de abril de 2009 | 10h48

A gestão do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é aprovada por 68% dos cidadãos de seu país, informa uma pesquisa publicada nesta terça-feira, 28, no jornal The New York Times, na véspera dos 100 dias de seu mandato. A sondagem mostrou ainda que a presidência de Obama parece estar alterando a percepção publica sobre a relação entre raças nos Estados Unidos.

 

Veja também:

Especial: 100 dias de Obama

 

A pesquisa, realizada junto com a rede de televisão CBS, mostrou que dois terços dos americanos acreditam que as relações entre pessoas de cores e origens diferentes "são geralmente boas", opinião que duplicou desde julho do ano passado entre os negros. Apesar disso, metade dos negros ainda acredita que os brancos têm mais chances de melhorar sua posição na sociedade americana, apontou a pesquisa.

 

Os negros americanos se mantêm como os principais defensores do presidente; 70% disseram que o país está no caminho certo, em comparação a 34% de brancos. A sondagem mostrou ainda amplo apoio à postura adotada por Obama em diversas questões, inclusive uma das mais discutidas atualmente: se o Congresso deve investigar as técnicas de interrogatório violentas autorizadas por seu predecessor, George W. Bush. Cerca de 62% dos americanos compartilham a opinião de que a investigação não é necessária.

 

Enquanto Obama se aproxima do 100º dia como presidente, os americanos parecem alimentar esperanças sobre o presidente: 72% estão otimistas sobre os próximos quatro anos. A maioria espera que Obama consiga fazer progressos significativos na reforma do sistema de saúde, energia e políticas imigratórias, questões centrais de sua ambiciosa agenda doméstica.

 

O otimismo é temperado pelo sentimento de resignação sobre os dois mais difíceis desafios do presidente: a recuperação da economia e o fim do envolvimento militar americano no Iraque. Muitos americanos dizem que Obama começou a fazer progressos nas duas frentes, mas não esperam que a recessão ou a guerra terminem até o fim do seu mandato.

 

Não é incomum que novos presidentes recebam grande apoio popular neste ponto de seus mandatos. Porém, o índice de Obama, de 68%, é maior do que o de qualquer outro presidente nos 100 primeiros dias de governo. O ex-presidente George W. Bush tinha 56% de aprovação no mesmo período.

 

Pouco menos da metade dos consultados pela pesquisa, 48%, afirmaram que Obama também começou a fazer progressos em uma de suas maiores promessas de campanha: mudar o modo como o governo de Washington é conduzido. Outros 39% disseram que o presidente começou a ter avanços em outro grande ponto, cortar impostos da classe média americana.

 

Obama marcará o centésimo dia de governo nesta quarta-feira com uma viagem a St. Louis e uma entrevista coletiva em horário nobre na televisão. A pesquisa do NYT foi feita por telefone com 973 adultos. A margem de erro é de três pontos percentuais.

 

(Com The New York Times)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.