Com risos e política, Casa Branca inaugura retrato de Bush

O presidente norte-americano, Barack Obama, recepcionou calorosamente seu antecessor e rival George W. Bush nesta quinta-feira na Casa Branca, onde foi inaugurado um retrato dele na galeria de ex-presidentes.

REUTERS

31 Maio 2012 | 20h19

O texano, que não esconde seu desdém por Washington desde que deixou o cargo, foi à cerimônia acompanhado da esposa, Laura, e foi recebido ao som de "Hail to the Chief", música que ele considerava pretensiosa demais na época em que era presidente.

"Bem-vindos de volta à casa que vocês chamaram de lar durante oito anos", disse Obama ao casal Bush, antes de elogiar o "extraordinário serviço" que o republicano prestou ao país na reação aos atentados de 11 de setembro de 2001 e à crise financeira de 2008.

Depois do discurso, foi a vez de Bush subir ao placo. Ele olhou os retratos de si mesmo e da esposa, pintados por John Howard Sanden, e deu uma piscadela. Bush aparece no Salão Oval, de terno cinza e gravata azul, com um ligeiro sorriso. Sua mulher é retratada com um vestido azul no Salão Verde, que ela ajudou a reformar em 2007.

As cerimônias de inauguração dos retratos costumam ser isentas de retórica partidária, mas, em ano eleitoral, a política definitivamente estava no ar.

Entre os ex-assessores e amigos de Bush presentes na plateia estava Karl Rove, que comanda um grupo que está gastando centenas de milhões de dólares para impedir a reeleição de Obama em 6 de novembro. Duas semanas atrás, o próprio Bush manifestou apoio ao virtual adversário de Obama na eleição, Mitt Romney.

Obama arrancou risos da plateia ao agradecer o antecessor por ter assinado um pacote de canais esportivos na TV a cabo da Casa Branca. "Eu uso!", afirmou.

Bush também demonstrou bom humor. "Fico satisfeito, senhor presidente, de que, ao andar por esses salões enfrentando decisões duras, o senhor possa agora olhar para esse retrato e perguntar: 'O que George faria?'."

Antes da cerimônia, Obama e sua mulher, Michelle, receberam o ex-primeiro-casal e os pais de Bush para um almoço. George H.W. Bush, o pai do homenageado, também foi presidente dos Estados Unidos, entre 1989 e 93. Ele chegou de cadeira de rodas.

Essa foi a terceira vez que Obama e George W. Bush, presidente entre 2001 e 2009, se encontram desde a transição do cargo. A primeira foi em 2010, num evento para angariar verbas para o Haiti, e depois no ano seguinte, no décimo aniversário do 11 de Setembro.

(Reportagem de Jeff Mason e Steve Holland)

Mais conteúdo sobre:
EUA OBAMA BUSH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.