Comissão do Senado dos EUA aprova proposta que permite gays no Exército

Medida que acaba com a política 'don't ask, don't tell' ainda precisa ser aprovada por todos os senadores

Associated Press,

27 Maio 2010 | 20h05

WASHINGTON- O Comitê de Serviços Armados do Senado dos Estados Unidos aprovou por 16 votos a 12 nesta quinta-feira, 27, uma medida que veta a lei de 1993 conhecida como "don't ask, don't tell" (não pergunte, não fale" que proíbe a entrada de gays nas Forças Armadas americanas.

 

A proposta que permite que homossexuais sirvam no Exército ainda precisa ser aprovada por todos os senadores, e endossa um fim para a política da era Clinton, na qual gays só podiam se tornar militares se não revelassem sua orientação sexual.

 

O Senado planeja votar a medida ainda nesta quinta, ou na sexta-feira. Republicanos eram fortemente contra ela, e citaram cartas de membros da Defesa pressionando o Congresso a fazer um estudo do impacto da proposta antes de aprová-la.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.