Congresso dos EUA aprova US$ 162 bi para Iraque e Afeganistão

Verba eleva para US$ 850 bi os gastos desde o início da guerra; projeto conta com o apoio do presidente Bush

Agência Estado e Associated Press,

27 de junho de 2008 | 13h39

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na noite de quinta-feira, 26, mais US$ 162 bilhões para financiar as operações militares no Iraque e no Afeganistão. A iniciativa foi aprovada por 92 votos a favor e apenas seis contra no Senado dos EUA, no que constituiu a última etapa de seu trâmite legislativo antes de ser enviado para sanção do presidente George W. Bush. O plano de despesas aumentou para US$ 650 bilhões os gastos aprovados pelo Congresso para as operações militares no Iraque desde o início do conflito, há mais de cinco anos. Já o dinheiro gasto com a guerra no Afeganistão totaliza agora quase US$ 200 bilhões. A aprovação também incluiu fundos de ajuda universitária a militares, a extensão de benefícios de desemprego e a criação de um fundo emergencial de US$ 2,7 bilhões em ajuda a Estados da região central do país afetados por desastres naturais. O projeto estabelece que os fundos para o Iraque e Afeganistão deverão ser usados nos próximos 12 meses. O projeto tinha sido aprovado na semana passada pela Câmara de Representantes por 268 votos a 155, depois de os legisladores democratas decidirem não insistir em aplicar prazos para uma retirada das tropas do Iraque, diante da possibilidade de um veto presidencial.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIraqueAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.