Conheça os pré-candidatos à Presidência dos EUA

Veja os perfis dos principais pré-candidatos democratas e republicanos à disputa presidencial de novembro: DEMOCRATAS: HILLARY CLINTON, 60, seria a primeira presidente mulher da história dos Estados Unidos. É senadora por Nova York e era a primeira-dama quando seu marido, Bill Clinton, foi presidente, entre 1993 e 2001. Vem enfatizando a assistência à saúde aos 47 milhões de norte-americanos que não possuem seguro saúde e critica os adversários por falta de experiência. Vem liderando as pesquisas de opinião, mas a disputa pela vaga na chapa está apertada nas prévias de Iowa e New Hampshire. JOHN EDWARDS, 54, foi senador por um mandato pela Carolina do Norte e concorreu à vice-presidência nas eleições de 2004. O combate à pobreza é seu maior lema de campanha. Chamou seu voto autorizando a ação militar no Iraque de um erro, e defende o retorno dos soldados. Sua mulher, Elizabeth, está tratando uma recaída de câncer. BARACK OBAMA, 46, é senador estreante representando Illinois, e seria o primeiro presidente negro do país. É contra a guerra no Iraque desde o princípio e tenta passar a imagem de uma figura inovadora. Está quase empatado com a líder Hillary Clinton nas pesquisas recentes em Iowa e New Hampshire, mas sua posição não é tão boa nas sondagens nacionais. REPUBLICANOS: RUDY GIULIANI, 63, é ex-prefeito de Nova York e tenta reforçar sua candidatura com sua atuação na época dos ataques de 11 de setembro de 2001. Rejeitado por muitos eleitores conservadores por apoiar o direito ao aborto, o controle sobre as armas e o direito dos homossexuais, foi endossado pelo líder evangélico Pat Robertson. Liderou a maioria das pesquisas nacionais, mas não está na frente nos primeiros Estados a realizar primárias. MIKE HUCKABEE, 52, é ex-governador de Arkansas e pastor batista na cidade de Hope, onde nasceu o ex-presidente Bill Clinton. Conquista votos conservadores com suas crenças religiosas e a oposição ao aborto e ao casamento gay, que quer ver proibidos na Constituição. Conhecido pela sagacidade e pelo senso de humor, tem sido criticado pela falta de conhecimento sobre política externa. JOHN MCCAIN, 71, senador por Arizona, estudou na Academia Naval e participou da guerra do Vietnã. Abatido em 1967, passou 5 anos e meio como prisioneiro de guerra. É conservador, pró-business e contrário ao aborto. Apóia a guerra no Iraque e defendeu o envio de mais soldados para conter a violência. Teve problemas estruturais no início da campanha, mas ganha força em Iowa e New Hampshire. MITT ROMNEY, 60, ex-governador de Massachusetts, estudou em Harvard e gosta de passar a imagem de uma alternativa mais conservadora. É contra o aborto e o casamento gay, embora no passado tenha sido a favor. Filho de um pré-candidato à Presidência em 1968, ele seria o primeiro presidente mórmon se eleito. Perdeu terreno em Iowa e New Hampshire, onde liderava, e vem recorrendo a uma campanha agressiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.